A página TH está disponível para os navegadores: Google Chrome, Ópera, Firefox, Edge e Internet Explorer nas versões 10 e 11 .

thumbnail
  • Bancos
  • Compliance
  • Crédito e Risco
  • Due Dilligence
  • E-commerce
  • Fraude
  • Mercado Financeiro
  • Risco e Fraude
  • Varejo

27 de jul, 2023

Riscos de Compliance: tecnologia acessível ajuda na conformidade

Estar em conformidade com as leis e órgãos reguladores já é uma necessidade incorporada pelas instituições, a fim de evitar maiores perdas financeiras direta e indiretas. Mas nem sempre essa gestão alcança budget suficiente e encontrar ferramentas que suportem essa demanda, com eficiência e menor investimento, passa a ser um desafio fundamental para o executivo de Compliance.

Afinal, o custo global de Compliance apenas de crimes financeiros, em 2022, foi de US$274 bilhões, em comparação com 2020, que foi de US$213,9 bilhões, de acordo com estudos da LexisNexis Risk Solutions – O Real Custo do Compliance Contra Crimes Financeiros. Um aumento considerável de 28% em apenas dois anos, que nem sempre consegue ser absorvido pelas instituições.

Riscos que precisam ser avaliados com inteligência

A partir do mapeamento de riscos, alguns pontos são levantados para serem identificados, monitorados e, muitas vezes, eliminados, classificando cada grau do risco. Por consequência, ações são tomadas a fim de implementar um programa efetivo de compliance, que analise melhor os riscos internos, além dos riscos externos com clientes e fornecedores. Portanto, envolve todas as áreas de negócio de uma empresa.

E, dentro deste contexto, a tecnologia bem aplicada tem sido grande aliada, gerando melhores resultados no combate e prevenção de crimes financeiros, como a fraude, corrupção e lavagem de dinheiro.

Melhores práticas

Quando um risco é avaliado e classificado como aceito, no onboarding, tanto para o compliance quanto para o cadastro ou crédito, alguns critérios são validados e considerados em conformidade, naquele momento. Contudo, como acompanhar possíveis alterações cadastrais e de riscos, além da análise prévia, sem precisar investir em sistemas onerosos, que podem até inviabilizar um orçamento já apertado?

A solução pontual pode ser o caminho, através de validações planejadas, tanto na entrada quanto no acompanhamento do risco.

Dentro desta análise, destacamos dois campos bem importantes que devem ser verificados

  • Quadro societário, uma vez que o maior risco pode estar presente não no CNPJ, mas nos CPFs dos administradores e executivos;
  • CNAE – Classificação Nacional de Atividades Econômicas, pelo fato de existirem algumas CNAEs de maior risco para a execução de crimes de lavagem de dinheiro, devido ao perfil do negócio.

Respaldando os clientes, a Sistemas TH segue como parceira tecnológica e oferece uma ferramenta inteligente já desenvolvida, via Troca de Arquivos ou API, de forma acessível.

A solução retorna as variáveis de quadro societário e CNAEs de empresas clientes, obtidas em tempo real na Receita Federal do Brasil, e alerta sobre a situação de risco, no onboarding e durante o acompanhamento da carteira.

Desta forma, ações preventivas podem ser tomadas, em tempo hábil, para evitar prejuízos futuros.

Siga em conformidade, com estratégia e inteligência. Podemos viabilizar essa prática para sua empresa.

foto
Insight - Sistemas TH

Leia também